Semana Estadual de Políticas sobre Drogas: evento traz reflexões para operadores da política de álcool e outras drogas

27/06/2022 15h39 - Atualizado em 05/12/2022 10h04

O Governo do Estado, por meio da Subsecretaria de Estado de Políticas sobre Drogas (Sesd) e o Conselho Estadual sobre Drogas (Coesad), promoveu entre os dias 22 e 24 de junho de 2022 a Semana Estadual de Políticas sobre Drogas. O evento foi realizado no Auditório do Palácio da Fonte Grande, no Centro de Vitória. 

Com o tema “Reflexões sobre drogas e os atravessamentos no cuidado”, o evento contou com palestras e mesas redondas voltadas para profissionais operadores da política de álcool e outras drogas. A abertura do seminário foi realizada por Maurício Fiore, bacharel em Ciências Sociais, mestre em Antropologia Social, doutor em Ciências Sociais e pesquisador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap). Fiore abordou o uso de drogas como fenômeno cultural na sociedade atual. 

A programação do segundo dia contou com duas mesas redondas: “Pesquisas e Indicadores da Política sobre Drogas - Panorama do Espírito Santo” e “Drogas e Segurança Pública”. 

A primeira teve a participação de Pablo Lira, doutor em Geografia, mestre em Arquitetura e Urbanismo e atual diretor de Integração do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), e Getúlio Souza, psicólogo, mestre em Psicologia Institucional, especialista em Violência e Saúde e atual gerente de Articulação da Rede e Atenção Integral sobre Drogas da Subsecretaria de Estado de Políticas sobre Drogas. A coordenação foi realizada por Marcos Vinicius Ferreira, professor adjunto do curso de graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e coordenador do Centro de Estudos e Pesquisas sobre Álcool e outras drogas: Interconexões (Cepadi), além de membro do Coesad. 

Já a segunda mesa contou com as falas de Luizane Guedes, mestre, doutora e pós-doutora em Psicologia e professora adjunta do Departamento de Psicologia da Ufes, mestre e doutora em Psicologia; Fábio Pedroto, bacharel em Direito, mestre em Segurança Pública e delegado de polícia da Polícia Civil do Espírito Santo (PC/ES); e Saulo Salvador, advogado, mestre em Ciências Jurídico Criminais, tenente da Reserva do Exército Brasileiro e professor da Academia de Polícia da Polícia Civil do Espírito Santo (Acadepol/ES) e da Escola de Estudos Superiores do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (ESMP). A mesa foi coordenada pelo sociólogo, mestre e Doutorando em Ciências Sociais pela Ufes e subsecretário de Estado de Políticas sobre Drogas, Carlos Lopes. 

Na parte da manhã do último dia, a Mostra de Práticas foi um espaço de divulgação de práticas já desenvolvidas no Espírito Santo nos campos de prevenção, cuidado e tratamento e reinserção social, eixos do Programa Estadual de Políticas sobre Drogas, também conhecido como Rede Abraço. Já na parte da tarde, o evento teve a palestra “Estratégias de cuidado em rede a pessoas com necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas” e a mesa redonda “Práticas de cuidado para crianças e adolescentes”.

A palestra foi conduzida por Marcelo Pedra, psicólogo sanitarista, doutor em Saúde Coletiva, mestre em Ensino em Saúde e em Políticas Públicas em Saúde e especialista em Saúde Pública. Já a mesa redonda contou com as contribuições da psicóloga, psicanalista e mestre em Psicologia Ivana Botelho; da mestre em Psicologia, doutora em Psicologia Social e psicóloga do Centro de Acolhimento e Atenção Integral sobre Drogas (CAAD) Juliane Manzini e da psicóloga e mestre em Psicologia Institucional Marcela Serrat. A mesa foi coordenada pela assistente Social Flaviane Cristina de Oliveira Delanos, referência do CAAD-Linhares. 

“Somos desafiados todos os dias a dar conta de um grande problema. A problemática é muito superior às políticas públicas que temos hoje em nosso País. A gente olha e vê que o problema das drogas está se apresentando para nós em todos os lugares, a todo instante. A visão que nós temos é de estruturar as políticas públicas para dar oportunidades às pessoas. Não queremos esconder e nem afastar as pessoas, queremos é dar oportunidades. As pessoas precisam ter uma chance de fato”, afirmou o governador Renato Casagrande.

“A Semana Estadual de Políticas sobre Drogas teve o intuito de ampliar e enriquecer o debate acerca de temas pertinentes às políticas sobre substâncias psicoativas por meio de palestras e mesas redondas com especialistas da área”, explica o secretário de Estado do Governo, Álvaro Duboc.  

“Eventos como esse são importantes para reforçarmos para a sociedade que a temática das drogas, sejam elas lícitas ou ilícitas, deve ser tratada de uma forma séria e transparente, complexa e multifatorial, sem preconceitos ou jargões condenatórios, entendendo que são necessárias soluções criativas e diversificadas”, ressalta o subsecretário de Estado de Políticas sobre Drogas, Carlos Lopes. 

Clique aqui e confira registros do evento.

Indicadores do Programa Estadual sobre Drogas em 2022