Janete Moraes Argolo

Aniversário:

31 de agosto

Formação: 

Graduação em Psicologia Plena pelo Centro Universitário Celso Lisboa (RJ), pós-graduada em Atendimento a crianças e jovens em situação de risco social (FACEL)

e em Políticas Públicas - Gestão de Programa de Saúde da Família (Faculdade São Francisco).

Por que escolheu essa profissão? 

Quando eu tinha 8 anos, meu irmão estudava Direito e no quarto dele tinha vários livros de Psicologia. Ele viajava para estudar e eu lia esses livros à noite, escondida, à luz de vela.

Com 9 anos, comecei a falar que seria psicóloga. As pessoas da minha família riam. Ninguém acreditava. 

O que você mais gosta nessa área?

Eu acho muito interessante como podem existir tantas bilhões de pessoas e cada uma delas ser de um jeito e pensar de uma maneira. Sou apaixonada pelo cérebro humano!

O ser humano é perfeito! E a Psicologia me permite estudar o comportamento humano e conhecer diversas personalidades.

Como você gosta de se definir?

Sou uma pessoa que não gosta de injustiça,seja comigo ou com outras pessoas, sempre me coloco no lugar do outro.

Qual frase te move?

Meu pai dizia uma frase que eu acho muito perfeita: vivendo, aprendendo e morrendo burro. Nós nunca sabemos tudo. Estamos sempre aprendendo algo. 

Quais são seus hobbies?

Sou apaixonada por filmes, tanto novos quanto antigos. Adoro os de suspense e de ação. E também gosto muito de ler, de viajar, de sair e de dançar. 

Filme ou série favorito?

Gostei muito dos filmes “E.T. O Extraterrestre”, “Janela Indiscreta”, da saga “Star Wars” e “Granizo”. 

Qual sua música favorita?

Tenho algumas. “Chão de Giz”, de Zé Ramalho, “Banho de espuma”, da Rita Lee, “Grito de alerta”, do Gonzaguinha, mas cantada pela Maria Bethânia,

“Maluco Beleza”, do Raul Seixas, e “Ouro de tolo”, de Paulo Coelho e Raul Seixas. 

Qual livro recomenda?

Machado de Assis, “O Alienista” e “Dom Casmurro”, de Machado de Assis, “O Alquimista”, de Paulo Coelho, e “Um estranho no espelho”, de Sidney Sheldon.